Plano de aula de inglês: a importância da metodologia de ensino e da avaliação

Entenda como a metodologia por trás do plano de aula de inglês afeta o desempenho dos alunos!

professoras discutindo plano de aula

O plano de aula de inglês é a aplicação prática da metodologia de ensino e de avaliação que a escola adota. Se a metodologia não é adequada, o plano de aula não traz os resultados esperados, e isso se reflete no desempenho dos alunos.

Neste artigo, você vai entender melhor a importância da metodologia adotada para o ensino e a avaliação de inglês, especialmente no caso das escolas públicas. Além disso, também vai descobrir medidas que ajudam a estruturar uma metodologia adequada dentro da sua escola.

Importância do ensino de inglês

É importante lembrar que o inglês não é apenas mais uma matéria que compõe o currículo escolar básico obrigatório. Ele tem um impacto concreto na vida das crianças e jovens.

Estudantes que dominam o segundo idioma conseguem abrir mais portas ao longo da vida adulta. A fluência no inglês afeta o desenvolvimento pessoal, profissional e socioeconômico.

Um exemplo prático é o fato de que a maior parte da informação publicada na internet está em inglês. Logo, o domínio do idioma possibilita maior acesso à informação.

Além disso, os estudantes que têm um ensino de inglês de qualidade competem em maior igualdade por oportunidades de ingresso em universidades públicas, bolsas de estudo no Brasil e no exterior, intercâmbio, vagas de emprego.

Até mesmo uma viagem de lazer para o exterior é mais viável para quem sabe se comunicar nesse idioma, utilizado internacionalmente.

Importância da metodologia por trás do plano de aula de inglês

A metodologia de ensino e de avaliação é frequentemente vista como uma teoria abstrata sobre o que deve, ou não, ser feito em sala de aula. No entanto, essa teoria é aplicada na prática quando os gestores escolares e professores elaboram o plano de aula de inglês.

Se a metodologia não for adequada, o plano de aula não traz os resultados esperados. Por outro lado, uma metodologia adequada gera um plano de aula eficiente. As consequências, em ambos os casos, são observadas diretamente no desempenho dos alunos.

Existem diversas teorias sobre metodologias de ensino e de avaliação de inglês. A visão sobre quais delas trazem melhores resultados evoluiu com o tempo.

Atualmente, especialistas consideram que as mais adequadas são as metodologias ativas, isto é, aquelas em que o aluno ocupa um papel ativo. Ele é protagonista do seu próprio processo de aprendizagem.

Isso significa, por exemplo, que as aulas não devem seguir um modelo puramente expositivo. Em vez disso, é preciso desenvolver atividades nas quais os alunos tenham uma participação relevante.

Mais do que apenas memorizar conteúdos sobre o inglês, os alunos precisam exercer sua autonomia, tomar iniciativa e desenvolver outras habilidades que vão além do conhecimento teórico.

Nas escolas particulares, as metodologias ativas já são predominantes. Nas escolas públicas, vemos que elas são muito debatidas, mas ainda não são suficientemente aplicadas na prática. Então, é preciso dar o próximo passo, transpondo esses metodologias para o plano de aula de inglês.


>> Leia: Educação bilíngue para escola pública: conheça a consultoria acadêmica Fluentize!


Estruturação de uma metodologia de ensino e de avaliação de inglês adequada

1. Metodologia de ensino

As metodologias ativas são, como já foi apontado no tópico anterior, consideradas as mais adequadas. A questão, então, é como estruturar uma metodologia dentro da sua escola pública.

Algumas medidas eficientes são referentes ao material didático e ao atendimento pedagógico.

O material didático é uma das principais fontes de informação que acompanham o aluno durante toda a sua jornada de aprendizado. Ele é utilizado para consulta, prática e aprofundamento.

Deve ser adotado um material de qualidade, desenvolvido por especialistas. Ele também precisa ser específico para cada nível de domínio do idioma.

Outra característica desejável é que o material seja lúdico e agregue o mundo analógico e digital. Materiais disponibilizados em formato digital ajudam a tornar a sala de aula mais dinâmica e aumentar o engajamento.

O atendimento pedagógico é um instrumento de apoio, um complemento às atividades desenvolvidas em sala de aula.

Esse atendimento possibilita trazer uma maior personalização para a jornada de aprendizado do aluno. Ele cria uma oportunidade para que cada aluno receba atenção mais individualizada às suas necessidades.

2. Metodologia de avaliação

A avaliação é uma parte fundamental do ensino e, por isso, merece atenção especial.

Ela não deve ser tratada como uma simples atribuição de notas aos alunos. Em vez disso, se for desenvolvida adequadamente, ela traz uma contribuição importante para a experiência dos alunos em sua jornada de aprendizado, e impacta diretamente o seu desempenho.

Duas formas de avaliação que agregam mais valor ao plano de aula de inglês são os testes de nivelamento e os testes de acompanhamento de desempenho dos alunos.

Os testes de nivelamento, ou Level Tests, são utilizados para determinar o nível atual de domínio do inglês. Assim, é possível formar turmas com níveis similares. Essa medida ajuda a manter os alunos motivados e engajados no aprendizado.

Os testes de acompanhamento de desempenho, ou Benchmark Tests, são utilizados para monitorar o progresso dos alunos no domínio do idioma. Dessa maneira, é possível identificar em quais pontos o progresso tem sido mais fraco e otimizar o plano de aula em relação a esses pontos.

Neste artigo, você entendeu melhor a importância da metodologia de ensino e de avaliação para a elaboração do plano de aula de inglês. Também descobriu medidas para estruturar uma metodologia adequada na sua escola pública.

Para conhecer soluções eficientes em materiais e avaliações de inglês para a rede pública, aproveite para conhecer a Fluentize.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS